28 maio 2005

O que é (e o que tem sido) o socialismo?

Tempos para pensar, agir e... ter esperança!
O texto a seguir, do sociólogo brasileiro Michael Löwy, radicado na França há décadas, emérito pesquisador e intelectual da esquerda mundial, sintetiza meus sentimentos em relação ao que sempre esperei do socialismo como altenativa ética e solidária para a construção da realidade social. Como primeiro "post", portanto - na verdade segundo, já que este dá à luz o blog -, julguei mais do que pertinente lançar mão desse texto para inaugurar esse blog, cujas pretensões são realmente bastante modestas: promover o debate acerca das tradições do pensamento socialista, reavivar a esperança e propor desafios à realidade maculada pelos discursos fáceis da imagem, do entretenimento e da "aceitação passiva" da ordem real, tudo isso muito bem promovido pela atual hegemonia do pensamento único (em que sequer se pensa) e das práticas políticas e econômicas fincadas na má-fé de um neoliberalismo desumano e atroz, excludente e insalubre. Que minha pequena contribuição para o debate gere estímulos e motive a ampliação de busca para saídas efetivamente democráticas e pluralistas quanto às nossas aspirações e aos nossos humanos, sempre humanos desejos futuros. É isso.