03 junho 2012

Vontades...



I

Só hoje reparei como ela é bela. Em minha distração cotidiana, deixo que as mais lindas experiências se percam atrás de sombras e pequenos, inúteis desafios. O sorriso, a possível timidez, as curvas da estrada de Santos... Ah, Marco, aprenda a olhar melhor à sua volta: o melhor do mundo pode estar a um sorriso de distância.

II

Vivo desejando muito pouco. Não quero casos nem descasos. Espero um pouco de alegria, um amor meio descontínuo, uma fuga da realidade - um lugar onde eu possa encontrar o sabor da utopia. E eu vi isso naquela morena, a mulher mais bonita do mundo, versão 2.0. Há nela a marquinha que me faz transbordar do equilíbrio, virar meu coração ao avesso. A marquinha, sol e luar, me faz contornar imaginariamente cada pedaço daquele céu. Sim, a morena é puro paraíso em forma de amor impossível.

III

O caminho do mar, quando vejo a morena mais bonita do mundo passar, fica mais próximo dos sonhos e dos meus pés.

IV

A morena mais bonita do mundo andou em meus sonhos esta madrugada. Trouxe um álbum do Pearl Jam. Fizemos amor ao som de "Come Back". Quando acordei, estávamos na praia, brincando na areia, sorrindo para a vida.

V

Havia um instante poético naquele olhar matreiro. Ela olhava para mim e, quando eu retribuía a vista, o sorriso eufórico desconversava. O jeito de menina sapeca comandava meu desejo. Peguei-lhe a mão, atravessamos a rua e cantamos "Alive", do Pearl Jam. Sem sabermos, a vida nos imortalizou: dali em diante estaríamos sempre juntos, eu e a morena mais bonita do mundo.