26 dezembro 2014

Sol e Lua


Havia uma 
palavra simples
na voz rouca
e tranquila
do grande
e inusitado
amor

Uma onda
de paixões 
múltiplas
levava meu 
coração
e o deixava
à beira-mar
do outro
lado 
do mundo

Acordado
percebi que
o sol 
e a lua
confabulavam
à meia-luz
abrindo mão 
do que podiam
para inspirar
vida no
coração
da Terra -
e de mim
um ser feito
de esperança
e muito amor

16 dezembro 2014

A moça que sorri

A estonteante antidiva Allie Haze, estadunidense de ascendência holandesa, dona de um dos sorrisos mais perturbadores do mundo

Sorrisos derrubam
muros e controem
pontes

De um sorriso
espera-se leveza
e todo o peso
suave de
uma grande
paixão

Para sorrisos que
inebriam e disparam
o que há
no peito
dedicamos versos
inquietos gestos
olhos fechados
mente
bem aberta

Se um sorriso parar
à sua frente
contemple-o
toque-o
conduza-o até
seu coração -
de lá permita-se
um corpo explodir

Pelos sorrisos
que conferem
sentido à escuridão
vale a pena viver
tranbordar em si
trilhar até pelo
incerto
que é certo
no desejo humano
que move o
mundo

Enfim,
cace sorrisos
desvende
fantasias

01 dezembro 2014

Pedaço de beijo


Houve um pedação
de um beijo
que se perdeu

Vivi acreditando
em beijos roubados
e no prazer
indescritível
do ato da paixão
proibido

Soube depois
de viver um
bom tanto
que não existem
paixões secretas
nem beijos roubados
que sobrevivam
à falta de coragem

O único
e insubstituível
ímpeto de
amor é a
coragem

Se beijos
não se roubam
lábios
não se sentem
prazeres
não se prolongam
é da falta de
coragem
que se fala
que se percebe
que se tudo
um pouco muito

O pedaço do
beijo que me
ficou
decidiu então
navegar
e foi buscar
uma nova
e só sua
utopia