31 dezembro 2016

Caracóis


Passei dias
pensando em versos
que coubessem
neste tempo
tão avesso
a poesias,
tão bruto
com as palavras.

Instante após instante
inundava-me o vazio:
nada me visitava,
pouco me acenava,
um sentimento
desolador
tomava conta de mim.

Nem mesmo
de olhos fechados,
quando penso
nela toda,
toda minha,
me fazendo feliz,
algo me vinha
à cabeça,
ao coração.

A morena
dos cabelos
encaracolados
tentou então
me dizer algo.

Acordei,
percebi que
estava num
imenso sonho...

Os tempos difíceis
irão acabar...
Será que
os cabelos
de caracóis
virão?

Sigo pensando,
só não sei se
estou dormindo
ou permaneço
acordado.